Comado dpkg


  O comando dpkg − um gerenciador de pacotes de nível médio para o Debian. Com esse comando você consegue manipular pacotes do sistema, como instalar, desinstalar, ver pacotes instalados ...
Vou fazer um exemplo listando os pacotes que estão instalados e selecionar alguns pacotes filtrando com o grep 
exe:. dpkg --get-selections | less


Para listar os pacotes instalados no sistema debian
Vai te dar uma lista de todos pacotes instalado e desinstalado no sistema.
Agora selecionar os pacotes relacionado ao caja.
exe:. dpkg --get-selections |grep caja


Usando o grep-i como filtro


Agora vou instalar um pacote com o dpkg -i

exe:. dpkg -i virtualbox-5.1_5.1.4-110228~Debian~jessie_i386.deb 



Para instalar pacotes baixados

Para mais informações man dpkg


  NOME

       dmesg - print ou controlar o buffer do kernel

 SINOPSE

        dmesg [opções] --clear dmesg dmesg --read-claros [opções] nível de nível --console             dmesg  dmesg --console-on  dmesg --console-off

 DESCRIÇÃO


        dmesg é usado para examinar ou controlar o buffer do kernel.

       A ação padrão é ler todas as mensagens do buffer do kernel.

 OPÇÕES

  
     O --clear, --read-clara, --console-on, --console-off, e de nível --console opções são
       Mutualmente exclusivo.

       -C, --clear
              Limpar o buffer de anel.

       -c, --read-clear
              Limpar o buffer de anel após a primeira impressão de seu conteúdo.

       -D, --console-Off
              Desativar a impressão de mensagens para o console.

       -d, --show-delta
              Mostrar a timestamp eo delta tempo gasto entre as mensagens. Se utilizados
              juntamente com --notime então apenas o delta tempo sem o carimbo é impresso.

       -E, --console-On
              Ativar a impressão de mensagens para o console.

       -e, --reltime
              Mostrar a hora local e o delta em formato legível.

       -F, --file Arquivo
              Leia as mensagens do arquivo dado.

       -f, lista --facility
              Restringir a saída para a determinada lista (separados por vírgula) de instalações. Por exemplo:

                     --facility dmesg = daemon

              irá imprimir mensagens apenas daemons do sistema. Para todas as instalações                     apoiadas ver   a saída help.

       -H, --human
              Habilitar a saída legível. Veja também --color, --reltime e --nopager.

       -h, --help
              Visualizar texto de ajuda e sai.

       -k, --kernel
              mensagens do kernel de impressão.

       -L, --color [= When]
              Colorir mensagens importantes (ativado por padrão). O argumento opcional quando               puder  ser auto, nunca ou sempre. Se o argumento quando for omitido, o padrão é                 auto.

       -l, lista --level
              Restringir a saída para a determinada lista (separados por vírgulas) de níveis. Por exemplo:

                     dmesg --level = err, alertam

              irá imprimir somente mensagens de erro e de aviso. Para todos os níveis                               suportados ver a   saída de --help.

       -n, nível --console de nível
              Defina o nível em que a impressão das mensagens é feita para o console. O nível é
              um número de nível ou abreviatura do nome do nível. Para todos os níveis                             suportados ver  a saída help.

              Por exemplo, -n 1 ou -n alerta impede que todas as mensagens, com excepção de                 emergência (pânico)  mensagens, de aparecer no console. Todos os níveis de                       mensagens ainda são escritos dez para / proc / kmsg, então syslogd (8) pode ainda               ser usado para controlar exatamente onde ker-  mensagens nel aparecer. Quando                 a opção -n é usado, dmesg não imprimir ou clara  o buffer do kernel.

       -P, --nopager
              Não saída de tubulação em um pager. Um pager é ativado por padrão para --human               saída   colocar.

       -r, --raw
              Imprimir o buffer de mensagens em bruto, ou seja, não tira os prefixos de nível de                   log.

              Note-se que o formato RAW real, depende do método como dmesg (1) lê núcleo
              mensagens. O dispositivo / dev / kmsg usa um formato diferente do syslog (2). Para
              compatibilidade com versões anteriores, dmesg (1) retorna dados sempre no syslog              (2) formato. isto   é possível ler os dados em bruto real a partir de / dev / kmsg, por                 exemplo, o comando   'Dd if = / dev / kmsg iflag = nonblock'.

       -S, --syslog
              Força dmesg para usar o syslog (2) Interface do kernel para ler mensagens do                       kernel. o   padrão é usar / dev / kmsg em vez de syslog (2) uma vez do kernel 3.5.0.

       -s, --buffer-size tamanho
              Use um buffer de tamanho para consultar o buffer do kernel. Este é 16392 por                       padrão.
              (O tamanho do buffer syslog kernel padrão foi 4096 no início, 8192, desde 1.3.54,
              16384 desde 2.1.113). Se você tiver definido o buffer do kernel para ser maior que 
              padrão, então esta opção pode ser usado para visualizar todo o buffer.

       -T, --ctime
              Imprimir data e hora legível.

              Esteja ciente de que o timestamp poderia ser imprecisa! A fonte de tempo utilizado                 para a   logs não é atualizado após o sistema suspend / resume.

       -t, --notime
              Não imprimir marcas de tempo do kernel.

       -u, --userspace
              Imprimir mensagens do espaço do usuário.

       -V, --version
              Exibição de informações de versão e sai.

       -w, --follow
              Espere para novas mensagens. Esse recurso é suportado apenas em sistemas com               um legível   / Dev / kmsg (desde do kernel 3.5.0).

       -x, --decode
              instalação de descodificar e números de nível (prioridade) para prefixos legíveis.

       formato --time-formato
              timestamps de impressão usando o formato dado, que pode ser CTIME, reltime,                     delta ou   iso. Os três primeiros formatos são aliases das opções de tempo de                         formato específico.
              O formato ISO é uma implementação dmesg do formato timestamp ISO-8601. o
              objectivo deste formato é fazer a comparação de marcas de tempo entre dois sis-
              tems, e qualquer outra análise, fácil. A definição do timestamp iso é: AAAA
              MM-DD <T> HH: MM: SS, <microssegundos> <- +> <deslocamento do UTC fuso                     horário>.

              O formato iso tem o mesmo problema que ctime: a hora pode ser impreciso quando               um  sistema está suspenso e retomado.

CORES     

   colorir implícita pode ser desativado por um /etc/terminal-colors.d/dmesg.disable arquivo        vazio.
       Veja terminal colors.d (5) para mais detalhes sobre a configuração de colorização.

       Os nomes de cores lógicas suportadas pelo dmesg são:

       SUBSYS O prefixo da mensagem sub-sistema (por exemplo, "ACPI:").

       vez que o timestamp mensagem.

       alertar O texto da mensagem com a prioridade log de alerta.

       crit O texto da mensagem de registo com a prioridade crítica.

       Errar O texto da mensagem com a prioridade de log de erro.

       advertir o texto da mensagem com a prioridade log aviso.

       segfault
              O texto da mensagem que informa sobre a falha de segmentação.


VEJA TAMBÉM


        syslogd (8) Terminal-colors.d (5)

 AUTORES


        Karel Zak ⟨kzak@redhat.com⟩

       dmesg foi originalmente escrito por Theodore Ts'o ⟨tytso@athena.mit.edu⟩

 DISPONIBILIDADE


        O comando dmesg é parte do pacote util-linux e está disponível a partir do Linux Kernel
       ⟨ftp Archive: //ftp.kernel.org/pub/linux/utils/util-linux/⟩.
class="fb-like" data-share="true" data-width="450" data-show-faces="true">